Rádio,TV e Vídeo, Impresso, Internet e Educação

Resultado de imagem para rádio e educaçao

Falar da rádio como instrumento educacional é algo que muitos não pensam nem usam, mais além de ser um meio de comunicação ha muito tempo usado para transmitir informações, músicas e telenovelas também é uma ferramenta que muitas escolas utilizam para divulgar as atividades e envolver os alunos e professores para trabalhar as habilidades de produção de texto e expressão verbal que cada estudante possui.

Resultado de imagem para tv e video e educaçao

Com a evolução o rádio deixou de ser somente o único meio de comunicação e chegou a TV e vídeo, que passou a ser também uma ferramenta educacional, onde os professores utilizam para debater determinado assunto  através de vídeos com os alunos e interagir entre eles para discutir em sala de aula.

 

Resultado de imagem para impresso e educaçao

Mesmo com os avanços tecnológicos o impresso que predominam nas escolas públicas ainda é essencial na vida  de todos nós. O processo educativo e o levantamento de dados relativos a construção do conhecimento é necessário para muitos que ainda não possuem tecnologia.

Resultado de imagem para internet e educaçao

A Internet cada vez  mais explode desde da sua criação em 1960, e com isso as tecnologias avançam e a distancia deixou de ser geográfica possibilitando que muitos se comuniquem, através de blogs, e-mail, com muitos projetos inovadores, onde trocam ideias e interagem a todo segundo.

E  a Internet passou a ser um meio de comunicação na  educação  de muitas escolas com criação de laboratórios como meio de pesquisa.

Para Moran, os alunos aumenta as conexões linguísticas, geográficas e interpessoais, que interagem com muitos textos, imagens pessoas próximas, distantes, ondem desenvolvem a flexibilidade mental, intuição e escrita e que os alunos se deslumbram e se sentem atraídos por navegar e descobrir coisas novas, e que a internet motiva e cria possibilidades.

 

Anúncios

Software livre e formação de professores

Resultado de imagem para software livre e formaçao de professores slide

Em 2007  o software livre ganha destaque nas ações governamentais e passa a ser instalado em todas as máquinas encaminhada às escolas através do PROINFO e outros programas governamentais.
O Programa Nacional de Tecnologia Educacional (ProInfo) foi criado pelo Ministério da Educação, em 1997, para promover o uso da tecnologia como ferramenta de enriquecimento pedagógico no ensino público fundamental e médio. A partir de 12 de dezembro de 2007, mediante a criação do Decreto n° 6.300, foi reestruturado e passou a ter o objetivo de promover o uso pedagógico das tecnologias de informação e comunicação nas redes públicas de educação básica.
Pesquisando sobre software livre, pude conhecer um pouco mais e que qualquer utilizador pode usar o programa tendo liberdade de executar, estudar ou adptar, redistribuir e modifcar o programa de modo que qualquer um possa se beneficiar.

As mutações da educação e a economia do saber

Imagem relacionada

Pierre Lévy diz que a demanda de formação não apenas conhece um enorme crescimento quantitativo, mas sofre uma mudança qualitativa no sentido de uma necessidade crescente de  diversificação e de personalização.

Vê-se como o novo paradigma da navegação (em oposição ao do “curso”), que se está desenvolvendo nas práticas de coleta de informação e de aprendizado cooperativo no seio do ciberespaço, mostra a via de um acesso ao mesmo tempo maciço e personalizado ao conhecimento.

O ponto essencial aqui é a mudança qualitativa nos processos de aprendizado. Procura-se menos transferir cursos clássicos em formatos hipermídia interativos ou “abolir a distância” do que implementar novos paradigmas de aquisição dos conhecimentos e de constituição dos saberes. A direção mais promissora, que aliás traduz a perspectiva da inteligência coletiva no campo educativo, é a do aprendizado cooperativo.

As reflexões e as práticas sobre a incidência das novas tecnologias na educação desenvolveram-se em vários eixos, muitos sobre a multimídia como suporte de ensino ou sobre computadores como substitutos dos professores (ensino assistido por computador). Os computadores são instrumentos de comunicação, de pesquisa de informações, de cálculo, de produção de mensagens a serem colocados nas mãos dos estudantes.

A questão da cibercultura, do acesso à educação, não é a Presencial ou a distancia   , nem do escrito e do oral tradicionais à multimídia, é a transição de uma educação e uma formação estritamente institucionalizadas(a escola, a universidade) para uma situação de troca generalizada dos saberes.

Hoje, a maioria dos saberes adquiridos no inicio de uma carreira ficam obsoletos no final de um percurso profissional, o velho esquema segundo o qual aprende-se na juventude para exerce-la durante o restante da vida encontra-se, portanto, ultrapassado. A virtualização das organizações e das empresas “em rede” corresponderá em breve a uma virtualização da relação com o conhecimento.

O reconhecimento das aquisições desse novo universo  do trabalho é preciso preparar e admitir o caráter educativo ou formador de numerosas atividades econômicas e sociais. Paralelamente aos diplomas, é preciso imaginar modos de reconhecimento dos saberes que possam prestar-se a uma exposição na rede da oferta de competência e a uma conduta dinâmica retroativa da oferta pela demanda que através do ciberespaço pode ser bastante útil.

Apesar das restrições que sofre o sistema educacional as pessoas não aceitam seguir cursos uniformes que não correspondem a suas necessidades.

 

 

A presença das tecnologias da informação e comunicação e as práticas pedagógicas nas escolas da rede pública

Resultado de imagem para laboratorio de informatica nas escolas publicas de salvador bahia

 

Patricia Edi Ramos diz que as reflexões em torno do assunto tecnologia e educação tomou conta da sociedade há várias décadas, na realidade desde que se notou sua influência na formação do sujeito contemporâneo, e da necessidade de explorar o assunto diante do rápido desenvolvimento nos meios de informação e comunicação. O mundo atual esta passando por inúmeras e cada vez mais aceleradas transformações em torno de todos os campos da sociedade, desde o princípio da civilização o homem esta sempre em busca de adaptações, mudanças, novos conhecimentos, aliás, fato este implícito em sua constante busca do saber e aprender.

A internet atinge cada vez mais o sistema educacional, a escola, enquanto instituição social é convocada a atender de modo satisfatório as exigências da modernidade, seu papel é propiciar esses conhecimentos e habilidades necessários ao educando para que ele exerça integralmente a sua cidadania, construindo assim uma relação do homem com a natureza, é o esforço humano em criar instrumentos que superem as dificuldades das barreiras naturais. As redes são utilizadas para romper as barreiras impostas pelas paredes das escolas, tornando possível ao professor e ao aluno conhecer e lidar com um mundo diferente a partir de culturas e realidades ainda desconhecidas, a partir de trocas de experiências e de trabalhos colaborativos.

Implantar laboratórios de informática nas escolas não é suficiente para a educação, é necessário uma qualidade nos equipamentos, na internet e na atualização e desempenho dos professores para transmitir outros conhecimentos além dos livros e apostilhas. Discutimos no seminário justamente sobre esse deficiência nas escolas, que muitas tem laboratório mais não são preparadas para utilização desses equipamentos.

A mudança na escola começa a partir de uma mudança pessoal e profissional, capaz de levantar uma escola que incentive a imaginação, a leitura prazerosa, a escrita criativa,  e favoreça a iniciativa, a espontaneidade, o questionamento, que se torne um ambiente onde promova e vivencie a cooperação, o dialogo, a partilha e a solidariedade. Concordo com Patricia quando ela diz que a mudança tem que partir dos gestores para motivarem tanto os professores como alunos e a educação se tornar prazerosa.

Resultado de imagem para A presença das tecnologias da informação e comunicação e as práticas pedagógicas nas escolas da rede pública

Cibercultura -A nova relação com o saber

Cibercultura <ul><li>“  Cibercultura é o termo que designa o conjunto de valores e comportamentos de determinados grupos r...

 Como diz o autor Pierre Lévy “Qualquer reflexão sobre o futuro dos sistemas de educação e de formação na cibercultura deve ser fundada em uma análise prévia da mutação contemporânea da relação com o saber”.  A transação do conhecimento não para de crescer e trabalhar significa aprender, transmitir saberes e construir conhecimentos. O ciberespaço suporta tecnologias intelectuais que amplificam a memória, imaginação, percepção e raciocínio, favorecendo novas formas de acesso à informação, novos estilos de raciocínio e de conhecimento.

Partido do principio que reformas são necessárias nos sistemas de educação e formação, é preciso mudanças  para  encaixar o EAD no contexto e cotidiano da educação, bem como reconhecer as experiencias adquiridas.

O objetivo não é tornar a máquina tão ou mais inteligente que um homem, mas sim a inteligência coletiva qualquer que seja sua diversidade e onde quer que esteja, por uma prática de troca de conhecimentos e em tempo real, o ciberespaço será em breve o principal equipamento coletivo internacional da memória, pensamento e comunicação.

Na era digital e com o surgimento das novas tecnologias é preciso  se adaptar e transformar a educação para motivar os alunos e professores que precisam renovar o sistema educacional.

Movimento Social da Cibercultura

Resultado de imagem

 

Cibercultura é a cultura que surgiu, ou surge, ou está surgindo, a partir do uso da rede de computadores, e de outros suportes tecnológicos (como, por exemplo, o smartphone e o tablet) através da comunicação virtual, a indústria do entretenimento e o comércio eletrônico, no qual se configura o presente, já que a cultura contemporânea é marcada pelas tecnologias digitais, resultado da evolução da cultura moderna.

 Pierre Levy diz que a noção de movimento social considerado como técnico são a inter conexão entre vários grupos, comunidades virtuais e inteligencia coletiva.

Com todos esse movimentos sociais o ciberespaço cresce, e essa evolução ultrapassa o sistema social de comunicação, e as cartas de amor antes enviadas via correios, hoje ultrapassa essa infra estrutura de comunicação, com suas transformações tecnológicas. E pensar que antes desses avanços tecnológicos receber uma carta custava um tempo e até mesmo uma vida,  pois as distâncias geográficas hoje são encurtadas através da Internet.

O significado social da informatica foi completamente transformado, construíram um espaço de encontro, de compartilhamento e de invenção coletiva, que constitui o ciberespaço, e não somente a internet.

 

 

Reflexão docente em Blogs

99

 

Se os blogs prestam ou não é uma prática que temos que refletir, quanto a seu instrumento e uso. Nao sao uma ferramenta ou instrumento, mais  estruturam todo tipo de manifestaçao.

Estamos em constante formaçao, e é a partir  das pesquisas  nos possibilita um repensar de certas cirncunstancias que  nos faz refletir  quanta a escrita e provocaçoes de ideas contrarias a nossa, formulando questoes e respostas para uma forma compreensivel aos temas que se relacionam e o que pensamos sobre eles.

Os posts ganham vida, dando novos sentidos para nossas expressoes, e abrem espaço para divulgar nossos conhecimentos, mesmo que seja contraria das nossas opinioes, possibilita troca entre os mais diferentes sujeitos.

Por isso vamos refletir quanto a importancia da pratica e divulgaçao dos blogs, para podermos estar aberto a criticas e buscar outras formas de atuar.